Está definido o destino a dar a 225 dos 800 milhões de euros que o Governo PSD/CDS prevê arrecadar com o imposto extraordinário sobre o subsídio de Natal dos trabalhadores portugueses: pagar a dívida da RTP para que esta possa ser privatizada no próximo ano!

Escrevi “trabalhadores portugueses“, porque todos nós já sabemos que o dito imposto só vai ser pago pelos trabalhadores, aqueles que vivem dos rendimentos de capitais e imóveis não vão pagar nenhum imposto extra, são uma classe à parte, defendida por todos os governantes de há muitos anos a esta parte.
Estou curioso para saber se o Sr. Américo Amorim (uma das maiores fortunas do nosso país) vai pagar imposto extraordinário, uma vez que afirmou há poucos dias que não é “rico, apenas um simples trabalhador assalariado“.
Imagino que o Sr. Américo Amorim, tal como outros capitalistas do nosso burgo, cujos rendimentos (declarados) de “simples trabalhador assalariado” não devem ser superiores a 525 euros, terá direito ao novo Passe Social +.

Aqueles que pensaram que um Governo PSD ia resolver os problemas do país já tomaram consciência que o “Zé Povinho” ainda está pior com este Governo?

Para terminar, por hoje, fica um cartoon do Henrique Monteiro, intitulado “Relvas castiga a RTP“: