Chegada a altura de comprar um portátil, foram muitas as dúvidas e indecisões na escolha do modelo mais indicado para mim. Os modelos que estavam “em cima da mesa” era estes:
Asus N53SN-SZ188V
HP dv6-6060ep
Toshiba Satellite P750-103
Dell XPS L502x

Após algum tempo, o leque de escolhas ficou resumido ao Asus e ao Dell por serem os únicos com resolução Full HD (1920×1080).
Depois foi necessário vê-los ao vivo para escolher. Não consegui ver os modelos indicados acima, mas sim os “irmãos” das mesmas famílias. Na mesma superfície comercial consegui ver um Asus N53SV e um Dell XPS L501, que são praticamente iguais aos “irmãos”. Não gostei do teclado do Asus, pois “afundava” quando se teclava e a qualidade de construção parecia um pouco fraca, enquanto o Dell me pareceu robusto.

Estava decidido, a escolha final era o Dell XPS L502x.
Nesta decisão também pesaram as opiniões de algumas pessoas de confiança que têm tido um contacto mais directo com esta marca a nível empresarial.

Agora, chega a altura de fazer uma breve análise a este portátil.

 

1 – Características
– modelo:                     Dell XPS L502x (502-4029)
– processador:              Intel Core i7-2630qm (Sandy Bridge)
– memória:                   6 Gb DDR3-1333 (1x4Gb + 1x2Gb)
– disco rígido:               640Gb (7200rpm)
– display:                      15,6” Full HD (1920×1080)
– placa gráfica:             Nvidia GeForce GTX 540 (2Gb)
– leitor óptico:              BluRay
– audio:                       sistema JBL com subwoofer
– webcam:                   2 Mp
– bateria:                     9 células
– portas:                      2xUSB 3.0 + eSATA/USB + HDMI + Mini DisplayPort + LAN + Leitor SD
– peso:                        3,0 kgs (com transformador: 3,5 kgs)

 

2 – Primeiras impressões


A embalagem, para além do portátil, contém o transformador e uma pequena caixa com os manuais e DVD com “Drivers & Utilities” (apenas o essencial).

A grande surpresa quando olhei para o portátil pela primeira vez, foi para o leitor óptico. As especificações deste modelo no site do distribuidor e algumas lojas online indicam que vem com DVD-RW, mas na realidade vem com leitor BluRay, o que foi uma surpresa bastante agradável, quase como um bónus.

Todo o aspecto geral é bastante agradável, com uma boa qualidade de construção.

De referir, também pela positiva, o facto deste Dell trazer muito pouco “crapware” (McAfee Antivírus trial, Office 2010 Starter, PowerDVD e Roxio Creator Starter).
O teclado é muito agradável, tem um bom espaçamento entre teclas para o que contribui a inexistência do teclado numérico no lado direito.

Relativamente ao touchpad, funciona bem, mas só ao fim de alguns dias me consegui adaptar às suas funcionalidades.
O display tem uma boa qualidade de imagem que combinada com a resolução Full HD (1920×1080) o torna numa excelente característica deste portátil.
A nível gráfico, este modelo inclui um processador integrado da Intel e uma placa Nvidia GeForce GTX 540 com 2Gb que apenas é utilizada “em caso de necessidade”, o que optimiza o consumo de energia.
O sistema de som JBL (colunas em ambos os lados do teclado e subwoofer na base) proporciona um som de qualidade superior ao que normalmente encontramos nos portáteis.

Como um dos objectivos de utilização do portátil será a virtualização, comprei um dimm de 4Gb para fazer o upgrade para 8Gb (substituindo o dimm de 2Gb). Para aceder aos dimms, basta retirar a tampa inferior.

3 – Índices de Desempenho do Windows 7

O índice de desempenho foi executado com os 6Gb de memória originais e com a placa gráfica Intel, o que afectou o desempenho gráfico.
O resultado final do índice de desempenho foi 5,8.

 

4 – Benchmarking
Aqui ficam os resultados de alguns testes de benchmarking.


Os resultados do PCmark7 podem ser consultados aqui.

 

5 – Autonomia
A bateria de 9 células (que fica mais saliente do que a normal bateria de 6 células) provoca a elevação do portátil, o que chega a ser agradável.

Em funcionamento “normal”, com navegação na net e duas máquinas virtuais em funcionamento, o Dell XPS L502x aguentou cerca de 4 horas e ainda tinha a bateria com cerca de 35% de carga disponível.
Com a bateria cheia, o software BatteryCare apresenta uma autonomia de aproximadamente 6 horas.

 

6 – Avaliação final
Pontos positivos:
– qualidade/resolução do display
– leitor de BluRay
– sistema de som JBL
– desempenho
– qualidade de construção
Pontos negativos:
– as funcionalidades multitouch do touchpad (pode ser um problema meu de adaptação…)
– peso

Classificação NB:


 

7 – Preço
Como o portátil foi adquirido directamente a um distribuidor através da empresa onde trabalho, podem ver no KuantoKusta uma listagem das lojas online onde poderão encontrar este Dell XPS L502x.
Em algumas dessas lojas, poderão encontrá-lo por menos de € 1.100.


8 –
Galeria de fotos