No seguimento do artigo “Nova Viatura de combate a incêndios dos Bombeiros de São Pedro de Sintra“, li no blog da Abrunheira um esclarecimento do Sr. Hugo Marques, dos Bombeiros de São Pedro de Sintra, que passo a transcrever:

No seguimento do primeiro comentário, e não querendo defender nenhuma força politica é de todo justo colocar um ponto de ordem na tentativa de insinuações por parte de alguém e informar da verdade.

No primeiro semestre de 2006, a quando das comemorações do centenário da Associação foi lançado por parte de um transformador de veículos de emergência, mais propriamente a empresa Jacinto Marques de Oliveira, um veiculo misto, veiculo de combate+veiculo escada, com vista há intervenção em incêndios urbanos.

A quando de uma ida a essa empresa surgiu o contacto para uma possível evolução daquele veiculo para a intervenção industrial, pois, o veículo lançado pela empresa, apresentava uma limitação de água e capacidade de carga devido ao facto da sua estrutura assentar num veículo de 2 eixos.

Desde então foi desenvolvido entre os Engenheiros da Mercedes Benz Portugal, Jacinto Marques Oliveira e os BV de São Pedro de Sintra, um projecto para o primeiro veículo deste tipo a nível Nacional e transformado em Portugal.Este projecto teve que ser estudado ao pormenor de forma a garantir que o investimento na aquisição deste veículo fosse uma mais-valia e não uma perca de verba por parte da Autarquia.

Como é do conhecimento público, todos os partidos políticos que têm passado pela Câmara Municipal de Sintra, oferecem em cada centenário das Associações de Bombeiros um veículo novo.

Depois da Associação de São Pedro de Sintra ter sido questionada acerca de qual o veículo em falta para os BV São Pedro de Sintra, foi apresentada esta ideia que visa dotar o Município e não apenas a população na dependência dos BV São Pedro de Sintra.

O desenvolvimento do projecto, a necessidade de importação de alguns componentes do veículo e a conclusão do mesmo fez com que o veiculo demora-se este tempo todo a ser concluído. E mesmo após a sua conclusão houve a necessidade de efectuar algumas alterações e ajustes de carácter operacional.

Como também é notório a quem passa no actual quartel, pode verificar que não existe espaço para colocar o veículo junto das instalações. Sendo assim, e devido á obra do novo quartel neste momento estar praticamente concluída, foi obviamente a resolução do problema ao estacionamento do veículo, tal como, só ter sido possível a entrega do veiculo neste mês por parte do transformador e por parte da Mercedes Portugal.

Espero ter esclarecido a confusão e mais uma vez refiro justificando apenas a situação, não querendo de forma alguma apoiar ou perdoar nenhum partido político.

Hugo Marques
B.V. São Pedro de Sintra

Devo dizer que foi com muito agrado que li o esclarecimento do Sr. Hugo Marques, acerca da nova viatura dos Bombeiros de São Pedro de Sintra.

Compreendo e fico satisfeito que o desenvolvimento do veículo tenha tido em consideração as necessidades específicas para o combate a incêndios industriais, e também registo o facto de ter existido uma tão grande colaboração entre as várias entidades envolvidas na preparação do veículo.

No entanto, tendo apenas conhecimento dos factos que descrevi no artigo publicado ontem, facilmente cheguei ao “eleitoralismo” do acontecimento, o que penso aconteceria com qualquer outra pessoa que apenas conhecesse os factos que descrevi.

Assim sendo, retiro a “insinuação de eleitoralismo” relativamente à entrega da viatura ter acontecido nesta data e só me resta desejar que esta viatura cumpra da melhor forma as funções para que foi equipada.

Gloriosas saudações Barrosianas…..